Última etapa da Liga MEO Surf de 2019 em Carcavelos

Esta amanhã pelas 7h30, na Praia de Carcavelos, foi dado o tiro de partida para o Bom Petisco Cascais Pro, a quinta e última etapa da Liga MEO Surf de 2019, a principal competição de surf em Portugal e que define os títulos de campeões nacionais.

Com Tomás Fernandes e Miguel Blanco na luta pelo título nacional masculino – o feminino já foi conquistado por Yolanda Hopkins Sequeira – as expectativas são altas para a etapa cascalense, uma vez que as previsões do mar são bastante animadoras e apontam para a chegada de condições excelentes para toda a prova.

Pedro Monteiro, diretor de provas da Liga MEO Surf

“Vamos ter condições mesmo muito especiais nos primeiros dias de prova. Vai entrar uma ondulação de Oeste com alguma força na quinta-feira e que dura até sexta-feira, consequência do furacão Lorenzo. Esta é uma ondulação que encaixa bem em Carcavelos e que será acompanhada por vento offshore (Norte). Isso significa que teremos condições mesmo ideais, designadamente tubulares nos primeiros dois dias de prova”.

Tomás Fernandes parte para o Bom Petisco Cascais Pro em vantagem na luta pelo título, uma vez que chega a Carcavelos na liderança do ranking Santander.

Fernandes dispõe de 160 pontos de vantagem sobre Miguel Blanco, campeão nacional em título, que vai competir em ‘casa’.

Para alcançar o primeiro título da carreira, Tomás sabe que basta chegar à final desta etapa ou esperar que Blanco não consiga chegar a essa mesma final. Já Blanco sabe que terá de fazer o melhor resultado possível, estando sempre dependente do resultado de terceiros. Ambos já conhecem os adversários que terão pela frente na estreia nesta decisiva etapa.

Quem também tem expectativas altas para este Bom Petisco Cascais Pro é o tetracampeão nacional Rúben Gonzalez, a par de Edgar Nozes, um dos surfistas locais mais icónicos e que compete a convite da organização, entre outros surfistas naturais do concelho de Cascais, ou não estivéssemos a falar do berço do surf nacional e um dos maiores embriões do surf em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to top