DERRAME DE PETRÓLEO LEVA ISRAEL A FECHAR PRAIAS

A causa do derrame continua por determinar e está a ser investigada por especialistas ambientais israelitas.

Um derrame de petróleo ocorrido em alto mar, originou este domingo um verdadeiro desastre ambiental bastante sentido na costa de Israel. Este incidente levou toneladas de alcatrão até às praias que preenchem os quase 200 km de costa israelita e o país foi obrigado a fechar todas as praias, de forma a tentar responder a este desastre.

A Autoridade de Parques e Natureza de Israel classificou o derrame como “um dos desastres ecológicos mais sérios” da história do país. A causa do derrame continua por determinar e está a ser investigada por especialistas ambientais israelitas. No sábado, voluntários rumaram às praias para ajudar a apanhar o alcatrão e vários tiveram de ser hospitalizados após inalarem gases tóxicos.

Dessa forma, Os Ministérios de Proteção Ambiental, Saúde e Interior emitiram este domingo uma declaração conjunta alertando a população para não visitar os 195 quilómetros de extensão da costa mediterrânica do país, avisando que “a exposição ao alcatrão pode ser prejudicial para a saúde pública”.

Segundo a Kan, estação pública de televisão de Israel, investigadores do Ministério da Agricultura do país concluíram que uma jovem baleia-comum que apareceu morta numa praia no sul de Israel morreu por ingestão do líquido preto viscoso.

A Ministra da Proteção Ambiental, Gila Gamliel, estimou à comunicação social hebraica que a limpeza custará dezenas de milhões de shekels (moeda israelita). O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu visitou uma das praias cheias de alcatrão do país e elogiou o trabalho do ministério.

Scroll to top